O e-mail marketing morreu?

O e-mail marketing está morto!?

Com o desenvolvimento tecnológico e com a velocidade das alterações em ferramentas digitais, o e-mail foi dado como morto! Mas talvez algumas pessoas se tenham precipitado.

A meu entender esta morte deveu-se ao excesso de e-mail que as empresas enviavam aos seus clientes. Era spam, as informações não eram relevantes para ninguém, nos departamentos de marketing inventava-se e desculpem a expressão “enchia-se chouriços” nas maravilhosas newsletters que ninguém lia.

Para mim, existe apenas uma alteração na designação passando de mail marketing para mail de relação.

Portanto a minha resposta à questão inicial é que o e-mail está mais vivo do nunca! Mas deve ser entendido na sua mutação – e-mail marketing VS mail de relação!

O mail é ainda hoje o mais algo muito pessoal e ainda é visto como um local seguro, ao contrário das redes sociais, por exemplo. Se pensarem bem, utilizamos o e-mail para receber documentos importantes, somos nós que fornecemos o nosso e-mail para que falem conosco. Ali, reside muito do que é o nosso trabalho, o nosso dia a dia.

Esta crença é super importante, e quem a conseguir explorar vai ter vantagens competitivas. Disto não tenho a mínima dúvida.

Agora como devem usar o e-mail, é aqui que reside a importância das informações, de elaborar conteúdos relevantes para os vossos clientes. Ora, para quem trabalha eficazmente esta área pode e deve aproveitar o e-mail para se relacionar com os seus clientes. 

Pensem comigo: Se os dados dos clientes foram obtidos com base no RGPD, esta lista é sua e pertence ao negócio, com alta probabilidade de os utilizadores terem algum interesse no seu produto. Tem de descobrir qual a necessidade desse cliente e depois basta oferecer o que ele precisa! Parece fácil mas tem a sua estratégia, é necessário desenhar o caminho deste utilizador. Esta base de dados deve ser segmentada. Por exemplo, podem colocar uma coluna com a atividade desse cliente, como se registou, o que pediu (no caso de ter vindo via formulário), se já comprou algum produto, e qual? Com base nesta informação criam-se campanhas direcionadas para cada segmento. Deve dar o que o cliente realmente precisa! Ele até se vai perguntar, como é que ele sabia que eu tinha esta dificuldade e aí se faz um brilharete!

Vou deixar-vos aqui com algumas dicas que são o início de uma estratégia de mail:

Esqueça os mails para base de dados de 5000 inscritos, isso vai ser spam, mais nada ficará. O cliente quer ser único, é como se entrasse numa loja de roupa e tivesse todos os empregados de volta dele.

# personalizar o e-mail, com o seu e-mail, conversando de forma cordial mas estreita. Utilize um título original que seja verdadeiro e sincero, que o faça querer saber mais, e não aqueles mails que ninguém já aguenta (agradecemos… queremos ser o seu parceiro, etc…). Identifique o mail com o seu nome, e apresente-se, caso seja o primeiro mail que envia para este utilizador.

# Não seja abusivo, tende equilibrar a sua comunicação, nem todos querem receber todas as suas informações, campanhas e novidades. Senão corre o risco de ir parar ao spam.  

#  A venda é o final deste caminho relacional. Crie valor, fala de temas que são relevantes, que trazem algo de positivo ao seu cliente.

# Usa um bom software – Existem muitas ferramentas que podem facilitar o envio de campanhas de e-mail marketing de forma mais rápida, e sem custos ou com custos muito reduzidos. A versão free é o EGOI. Tem limites de e-mail e de contatos mas para pequenos negócios serve perfeitamente. Esta ferramenta apoia na construção do mail, como fornece dados estatísticos do sucesso do mail. Tem uma opção muito boa de fazer testes A/B, indicando qual teve mais aberturas, cliques, respostas. Ajuda na tomada de decisão.

No fundo, o que está aqui a fazer é trabalhar os seus leads para que depois se convertam em clientes. Neste mundo apressado, a maioria das vezes é necessário ter muita calma e paciência! Mas vai valer a pena!

Espero que vos tenha ajudado. Comentem a vossa experiência, quais as dificuldades para nos ajudarmos uns aos outros.

 

 

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Formulário de contato:
Tenha acesso as novidades:
Copyright © 2022 It is Marketing – Todos os direitos reservados